sexta-feira, 20 de Abril de 2012

Especial: Big Nelo


Emanuel de Carvalho Ngenohame (Big Nelo), nascido aos 26 de Novembro na província do Namibe em Angola, desde cedo se interessou pelo mundo do espectáculo. A viver em Luanda desde a sua tenra infância, acabou por ir para a Alemanha com o Avô aos 8 anos de idade, onde começou a dar os primeiros passos de sua carreira artística, nascendo aí a primeira versão dos SSP.



Os SSP (South Side Posse, que significa “ o bando do lado sul” devido ao convívio dos jovens integrantes da banda no local onde viviam) foram criados inicialmente na Alemanha onde residia Big Nelo, e surgiram depois em Angola em 1991, sob liderança do referido jovem, influenciados pelo RAP e por vários estilos musicais (jazz, soul, funk, salsa e ragga). Na altura a sua actividade incidia principalmente em actuações ao vivo para comunidades, escolas, etc., utilizando a música e a dança como elo de ligação entre as culturas Africanas e Ocidentais, sempre com uma contagiante presença em palco.


A sua determinação e perseverança levaram ao surgimento em 1996 do contrato com a editora VIDISCO, e à gravação do seu 1º trabalho discográfico intitulado 99 % DE AMOR, que apresenta um novo e original som, caracterizado pela fusão de ritmos que os SSP souberam trazer ao RAP que faziam. Os SSP (Big Nelo, Paul G, Jeff Brown, Kuddy) fizeram assim história no meio musical angolano, transformando-se no primeiro grupo de RAP em Angola a lançar um álbum.

ODISSEIA, o segundo álbum lançado em 1998, veio, através da experiência que o grupo foi adquirido, mostrar a especifidade e a diferença do som SSP. Este trabalho levou- os a uma digressão internacional que passou por Angola, África do Sul, Cabo Verde, Inglaterra, Portugal e Moçambique, país onde as vendas atingiram o “disco de prata”.


ALFA, é o terceiro álbum do grupo lançado em Fevereiro de 2000, com um notório amadurecimento profissional e musical, e com algumas agradáveis surpresas. A nova versão do tema “Sempre que amor me quiser” surge no álbum Alfa com um sentido muito especial, uma vez que encera a homenagem dos SSP e Lena d´Água a Ramiro Martins, produtor do 1º álbum do grupo e ex-marido de Lena d´Água, que faleceu durante as gravações do 2º álbum. Neste trabalho discográfico os SSP contaram com as participações de vários artistas convidados, como: TC, BOSS AC, GUTTO, AFRICAN VOICES. O álbum foi inicialmente apresentado em Angola, num belíssimo espectáculo em Março de 2000, tendo sido o único grupo angolano até agora, a conseguir lotar o pavilhão da Cidadela sozinhos. A tournée seguiu depois com igual sucesso para Portugal, Macau, Moçambique, Cabo Verde, S.Tomé e Príncipe, Inglaterra e Brasil.


Ainda em 2000 “Big Nelo”, inicia a sua incursão pela comunicação social, implementando na Rádio Luanda, a Rádio de maior audiência em Luanda, um programa semanal de 1H30 dedicado ao Hip Hop, com forte aposta na divulgação dos valores nacionais, bem como notícias e novidades das estrelas norte-americanas deste estilo musical. O “Big Show Cidade” tornou-se rapidamente um líder de audiências em Luanda. devido à grande popularidade do seu produtor/apresentador Big Nelo.

Tres anos mais tarde surge AMOR E ÓDIO (Agosto de 2003), que marcou o regresso do melhor grupo hip-hop/rap angolano do séc.XX, e um dos mais premiados e internacionais grupos de música moderna angolana. O SSP sofreu também algumas mudanças: do alinhamento inicial ficaram apenas Big Nelo e Jeff Brown. Gravado em Portugal e Brasil, os renovados SSP vieram mais uma vez mostrar aos muitos e leais fãs que independentemente de tudo o: “SSP não vai parar”(um dos temas deste álbum). Um trabalho com varias sonoridades e fusões musicais, que mostrou uma vez mais o talento e maturidade do grupo.entre as várias composições que podemos encontrar em AMOR E ÓDIO,estão algumas participações de luxo como a do conceituado músico e compositor brasileiro DJAVAN, que dispensa apresentações, no tema “Meu bem querer”, MAX VIANA no tema “ Samurai” e do musico luso- caboverdiano TÓ “TC”CRUZ no tema “Dime porque(tu te vás)”.


Este trabalho conta ainda com duas “samples” de músicas do conceituado músico angolano Teta Lando.

Em 2006 surgiu o CD “Momentos da Trajectória” um projecto dos SSP, no qual Big Nelo faz uma incursão do seu carácter musical e da sua personalidade deixando transparecer ao público a maturidade do artista e a confiança do espaço conquistado no “music hall” ao longo dos anos de carreira. Este trabalho produziu novos “Hits” e permitiu a participação em muitos concertos em Angola, e não só, de entre os quais se destaca performance na abertura do Show da mega estrela mundial do Rap americano JAY Z em Angola, abertura dos shows de SEAN PAUL , AKON , R.KELLY entre outros.

Com várias influências musicais, Big Nelo conseguiu transformar o que se conhece do Rap americano, e fazê-lo chegar até ao mercado angolano com uma sonoridade única, que lhe é característico, além de conseguir ainda a proeza de se manter no top da música moderna angolana ao longo dos últimos 16 anos servindo de referência para os novos valores que foram aparecendo no longo do Rap Hip-Hop em Angola.


Ao longo da sua carreira Big Nelo assumiu igualmente um papel importante na sua responsabilidade social, encabeçando e emprestando a sua imagem, notoriedade e prestigio a acções de sensibilização para causas e problemas do seu país ( Angola ), como foi o caso da campanha anti-minas em 1995; projecto da APV-Acção pela vida, com vista a ajudar a combater a alarmante propagação do SIDA. O mesmo aconteceu na divulgação do preservativo LEGAL, um projecto para Angola da ONG norte-americana PSI em 2001. Produziu ainda com o grupo O2 no projecto PURO STYLE, um CD intitulado LIFE, no sentido de mais uma vez, fazer ver à juventude e não só, os perigos do SIDA. Houve ainda a realização de varios shows de beneficências por altura do Natal, cujos fundos angariados se destinam a apoiar as crianças de rua, nesta quadra especial em que mais se fazem sentir as carências destas crianças. Big Nelo tentou também fazer chegar aos seus fãs e à juventude, através das letras das suas músicas, que as drogas e a prostituição são caminhos aparentemente fáceis, mas que só os conduzirão à destruição pessoal. O facto deste músico, pessoalmente não consumir bebidas alcoólicas, não fumar e ser contra o uso de qualquer droga, aumentou a sua popularidade, e fez com que também os pais dos seus fãs se rendessem ao seu talento e personalidade no mesmo. Em 2004 ingressa no projecto Criança Futuro e se dedica a apoiar centros de crianças órfãs ou em dificuldades espalhados por todo o país (Angola). O músico é membro fundador do Projecto Criança Futuro e coordenador-adjunto,onde participa na sua gestão promovendo diversas acções e actividades, para além de fazer e angariar donativos, e de realizar espectáculos para a angariação de fundos.

Em 2005 Big Nelo abraçou a causa “Droga diga Não” participando numa campanha de publicidade e realizando espectáculos gratuitos em Luanda e Benguela. Em 2006, em virtude do aumento dos assaltos com o roubo de telemóveis no país, o músico emprestou a sua imagem a “Delinquência estou fora!”, para qual realizou igualmente espectáculos gratuitos, e nesse ano participou numa outra campanha de Luta contra o SIDA levada a cabo dela UNICEF.


2007 nasceu a B-26,uma produtora vocacionada para o lançamento e promoção de novos talentos da música angolana na vertente Hip-hop. O primeiro projecto foi o CD do artista Cage 1, cujo single de lançamento “Fénix”foi um grande sucesso, seguindo-se em 2008 os Singles dos artistas JD, Leokeny e a Black-Fofas.


Em 2008 é lançado o seu primeiro trabalho discográfico a solo intitulado “KARGA” , com este trabalho Big Nelo mostrou que é e será sempre a maior referencia do Rap angolano.. o album Karga foi o maior sucesso a nível nacional e internacional, conquistando os corações das crianças, dos jovens e adultos.. a musica “karga (por mais que tentem” e “hoje é surra”), acabaram por se tornar verdadeiros hinos na boca do povo. A palavra karga dever ser o slogan mais usados dos últimos tempos em Angola. Com este álbum Big Nelo fez uma digressão por Angola, Moçambique, Espanha, Portugal, Holanda, Suíça, África do sul, Bélgica e China..

Em 2010 lançou pela a B-26 o maxi-single intitulado “o Projecto”, que conta com as participações de kaysha, heavy-c, Raiva, Reptile, Celma Ribas, Dream boyz, Presidente gasolina & Principe Ouro Negro.


Relativamente ao reconhecimento público, o desenvolvido por Big Nelo, dentro e fora dos SSP ao longo dos anos, valeu-lhe ainda vários prémios e distinções. Entre eles destacam-se:


• 
99% De Amor - melhor álbum e melhor grupo de hip-hop angolano em1996- Top Rádio Luanda e Rádio Nacional de Angola “Top dos mais queridos”.




• 99% De Amor - melhor de rap de 1997- prémio Rádio Luanda

• Odisseia - melhor álbum e melhor grupo de hip-hop/rap angolano em 1998-Top Rádio Luanda

• Odisseia - melhor álbum e melhor grupo de hip-hop/rap Lusófono de 2000-Prémios AFRO- 2000(Lisboa-Portugal)

• Alfa- melhor álbum e melhor grupo de hip-hop/rap de 2000-Top Rádio Luanda

• Alfa- Mellor marketing- Prémios Top de Marketing 2000(Angola)

• SSP E O2(PURO STYLE)-melhor grupo de música moderna-Troféu Moda Luanda(2002)

• “Se eu te perco”(Puro Style)- melhor vídeo de hip-hop-Channel O Awards(2003-África do Sul)

• Puro Style- melhor grupo- Channel O Awards(2003-África do Sul)

• Amor e Ódio - melhor álbum do ano -Troféu Moda Luanda 2004

• SSP-melhor grupo de música moderna -Troféu Moda Luanda 2004

•  “Dime porqué (tu te vás?) -nomeações para melhor vídeo e melhor grupo de hip-hop -Kora Awards (2005- África do Sul)

• Amor e Ódio- menção honrosa - Top Rádio Luanda 2005


• “Dime porqué (tu te vás)?”(Amor e Ódio)-melhor balada-Top Rádio Luanda 2005







Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Muzika Boa Não É So Muzika Nova, Comente Facebook